Resenha

Resenha: Meu Quase Irmão

image

Disponível Aqui!!!

“Meu quase irmão” é um spin-off de “A vez de Anne”, o primeiro livro publicado pela autora carioca Mônica Meirelles na plataforma digital Wattpad e também na Amazon.

Dividida em duas partes, a história é conduzida por dois narradores, consecutivamente: os protagonistas Laura e Bernardo. Ela é a garota certinha, estudiosa e… virgem! Ama Jane Austen e cita Shakespeare. Ele nunca leu um livro, leva uma vida boemia, é jogador profissional de futebol e aproveita de sua fama para ficar com todas as garotas que deseja.

Quando a história inicia nove anos no passado, podemos notar a relação de desafeto entre os quase irmãos, que não são irmãos de verdade. Desde esse início, apesar das brigas, já podemos notar o clima de paixão que se instaura no ar quando os irmãozinhos se encontram, principalmente ao final do capítulo: um beijo roubado pelo garotinho, que é três anos mais novo que ela, porém bem mais malandro e bem mais apressadinho.

Nove anos mais tarde, Laura e Bernardo se reencontram. E ela, narrando a história no presente, mostra, de forma nada amorosa, os sentimentos que tem pelo seu quase irmão.

Laura quer distância, acha o rapaz sem noção, mulherengo e boêmio, mas confessa como se sente atraída por ele, o quanto ele cresceu e ficou sexy. A partir daí, a história começa a acontecer, assim como o romance começa a surgir, mas há um problema: uma ex namorada grávida de Bernardo, drogas, inseguranças e a distância, já que Laura mora em outro país.

Quando a narração é passada para Bernardo, a imagem que Laura faz dele é totalmente quebrada. Podemos ver o encanto que ele é, sua paixão desde a infância pela “irmã”, a recordação que tem do pai que lhe maltratava na infância, os medos e rancores pelas coisas que sofreu com ele.

Agora, além de lutar pelo amor de Laura ao tentar convencê-la a ficar com ele no Brasil, o rapaz precisa abandonar a mágoa que guarda pelo pai, o que será um grande desafio e crescimento para Bernardo.

Há também um núcleo jovem e divertido à la Malhação, cada um com suas personalidades, com a qual certamente dá para se identificar com uma: a mocinha, o galinha, o nerd, a piriguete, a rebelde, o mocinho, a vilãzinha,  além das azarações, praia, futebol, amor e muitas confusões.

Outra coisa que eu gostei nessa história foi o fato de os “irmãos” não serem irmãos de verdade, ou seja, não se trata de incesto, sem contar que os protagonistas não moram na mesma casa. Outro ponto positivo está na quebra da narrativa, quando Laura a abandona e a voz é passada para Bernardo, coisa diversificada nos livros atuais.

O ponto negativo é o puro clichê, daqueles que você sabe quando vai acontecer o beijo, a primeira transa e imagina o final. Mas é um clichê diferente, com momentos de hot fofo, que não deixam de ser reais. E mesmo com o fato de podermos imaginar tudo, vejo como um enredo em potencial, destes que podemos vender como roteiro blockbuster  ou novela, depois de alguns ajustes, tenho certeza que fará mais sucesso do que já faz.

Vale a pena e super indico.

CarolMoura – Autora Parceira SPAA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s