Resenha

Resenha – Novo Horizonte

Capa_LD

Tenho uma coisa com livros de amor de ódio, que envolvem raiva mesclada a amor e desejo: eu simplesmente amo esses livros. Eles me deixam completamente fascinada. Como “Amante Indócil” e “A Carícia do vento” da Janet Dailey. Já li esses livros mais de três vezes, com certeza, e olha que eu não sou de repetir leituras, tenho que gostar muito para fazer isso. É como “Novo Horizonte” da Dira Arrais. Que eu também, ao longo dos anos da nossa amizade, já li três vezes ou mais.

Não gosto do livro porque sou amiga da Indira, é o contrário. Eu sou amiga da Indira porque gostei do livro primeiro. Me apaixonei pela história, pedi por mais e mais com ansiedade, o que ela fez, e fez com maestria. E com a troca de capítulos, que eu era sempre a primeira a ler, nos tornamos melhores amigas. Embora moremos em cantos opostos do Brasil e nunca tenhamos nos encontrando.

Mas, sobre Novo Horizonte: é um livro perfeito! Ele tem tudo! Tem essa pegada de amor e ódio que eu acho irresistível. Tem muito sentimento! Nele ninguém é perfeito, todos comentem erros. Às vezes, eu amo o Edu, às vezes, sinto raiva dele. Mas ele é quase perfeito, apesar de um pouco orgulhoso. Ele foi abandonado e tem até razão de sentir raiva, porque ele sofreu. A Lua viajou deixando tudo para trás, movida especialmente pelo desejo de se ver longe da família com a qual ela não se entendia, e deixou o Edu também para trás.

Além da linda história de amor, que é muito linda mesmo (é um amor que resiste ao tempo), temos também outro tipo de amor. O amor entre amigos, da Lua e do Apollo. A amizade deles é do tipo rara e é outra coisa bem legal do livro.

Tem tudo nessa história: o drama dela com a família, que dá para sentir na pele, como se fosse com a gente. Com esse livro, a gente sente raiva, a gente sofre, a gente ri, a gente torce e, principalmente, a gente ama e quase chora (ou chora de fato, se for alguém mais chorona do que eu). E para completar, para o livro ser ainda mais perfeito, o Edu é uma delícia. E é quente também. Ah, ele é muito sexy ainda por cima, para me ajudar a ficar mais louca por ele.

1

A Indira reclama que eu nunca vou gostar de outro livro dela tanto quanto gosto de Novo Horizonte. E provavelmente é verdade. Mas a Indira, que fez algo tão perfeito, não precisa se preocupar em concorrer com ela mesma. Poucos livros vão conseguir superar o meu amor por esse. Na verdade, eu não conheço nenhum, talvez apenas livros que empatem. É um livro que eu sempre vou amar ler e reler. É um livro que eu amaria ter na minha mesa de cabeceira.

Amo demais “Novo Horizonte”, de verdade, e recomendo!

E hoje, 13 de maio, ele está disponível para download de graça na Amazon. Vale a pena conferir! E depois me digam se não é mesmo tudo isso que eu falei?

Baixe gratuitamente apenas hoje!

Tânia Picon – autora parceira da SPAA. Escreveu vários livros, dentre eles: As Maravilhas de Alice, Amor, raiva e dois balanços, Como superar um amor em três listas e Perdendo o Controle.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s